Voltar

PUBLICAÇÕES

PUBLICAÇÕES


Aplicação do Mascaramento em Audiologia

Aplicação do Mascaramento em Audiologia 2a ed.
São Paulo: Editora Lovise, 2001. v. 1. 134 p.
Autoras: Katia de Almeida, Iêda Chaves Pacheco e Teresa Maria Momensohn-Santos.

CAPÍTULO 1:
O Uso do Mascaramento na Audiologia

Introdução
O que é mascaramento?
Por que mascarar?
Variáveis que afetam o mascaramento
Atenuação interaural
Atenuação interaural para via aérea
Atenuação interaural para via óssea
Atenuação interaural para a fala
Níveis de mascaramento
Mascaramento mínimo
Mascaramento máximo
Mascaramento central
Efeito de oclusão
Fones de inserção

CAPÍTULO 2:
Ruídos mascarantes

Condições físicas do som mascarante
Filtros Acústicos
Banda Crítica
Mascaramento efetivo
Tipos de ruídos mascarantes
Ruídos de banda larga
Ruídos de banda estreita (narrow band)
Métodos de calibração dos sinais mascarantes
Calibração biológica
Calibração eletroacústica

CAPÍTULO 3:
Quando Mascarar?

Audiometria tonal por via aérea
Audiometria tonal por via óssea
Testes Logoaudiométricos
Métodos liminares de fala
Medidas supraliminares de fala
Testes audiométricos supraliminares

CAPÍTULO 4:
Como Mascarar?

Métodos psicoacústicos
Métodos acústicos
O dilema do mascaramento
Método de mascaramento para situações especiais
Registro dos resultados
Como usar o mascaramento na clínica audiológica
Audiometria tonal por via aérea
Audiometria tonal por via óssea
Limiar de reconhecimento de fala (SRT)
Índice de reconhecimento de fala (IRF)
Testes especiais

CAPÍTULO 5:
Casos Clínicos

CAPÍTULO 6:
Considerações Finais

ANEXO
Casos para Exercícios
Referências Bibliográficas

Próteses Auditivas: Fundamentos Teóricos e Aplicações Clínicas

Próteses Auditivas: Fundamentos Teóricos e Aplicações Clínicas 2a ed.
São Paulo: Editora Lovise, 2003. v. 1. 494 p.
Autoras: Katia de Almeida e Maria Cecília Martinelli Iório

CAPÍTULO 1:
O Uso do Mascaramento na Audiologia

CAPÍTULO 1:
Próteses Auditivas: Histórico e Avanços Tecnológicos

CAPÍTULO 2:
Indicação, Seleção e Adaptação de Próteses Auditivas; Princípios Gerais

CAPÍTULO 3:
Características Físicas e Eletroacústicas das Próteses Auditivas

CAPÍTULO 4:
Moldes Auriculares: Considerações Estruturais e Acústicas

CAPÍTULO 5:
Métodos Prescritíveis para Seleção do Ganho e Resposta de Freqüência

CAPÍTULO 6:
A Seleção e a Verificação da Saída Máxima

CAPÍTULO 7:
Processamento de Sinal – Compressão

CAPÍTULO 8:
Avaliação do Desempenho das Próteses Auditivas

CAPÍTULO 9:
A Utilização das Mensurações In Situ na Avaliação do desempenho das próteses Auditivas

CAPÍTULO 10:
O Processo de Seleção e Adaptação de Próteses Auditivas para Crianças

CAPÍTULO 11:
Considerações sobre a Seleção e Adaptação de Próteses Auditivas para o Idoso

CAPÍTULO 12:
O Processo de Orientação ao Usuário de Próteses Auditivas

CAPÍTULO 13:
Equipamentos e Sistemas Auxiliares para O deficiente Auditivo